Lá se vai o Edmílson...



Como em toda Copa do Mundo, sempre pelo menos um dos convocados acaba caindo fora.
Na Copa passada foi o Emerson, em 98 o Romário, em 94 o Ricardo Gomes (antes dele o Mozer) e assim vai.
Agora lá se vai o Edmílson...

Um problema no joelho teria tirado o cidadão da competição.
Na entrevista coletiva ele disse que já estava sentindo dores há algum tempo mas estava forçando para ver se dava.
Estranho é que o mesmo Edmílson no começo da semana acabou se desentendendo com o Adriano depois de uma
entrada mais forte. E não foi só no atacante da Inter que ele entrou rachando. Emerson e Ronaldo também levaram.

Apesar da discussão com o Adriano, todos dizem que já estava tudo resolvido.
Veríamos isso nos próximos dias. Mas não veremos mais...
Será o nosso único corte até o começo da Copa?

 Escrito por Gustavo Duarte às 22h43
[   ] [ envie esta mensagem ]




Há quatro anos...



Aí mais uma charge direto dos arquivos da Mangaba Studios.
Exatamente nesta mesma época, há quatro anos atrás o clima para a Copa era bem diferente.
A Seleção sofreu um bocado para se classificar e saiu do Brasil rumo ao oriente bastante desacreditada.

Poucos confiavam no time e menos ainda eram os que acreditavam na recuperação do Ronaldo,
que não jogava uma partida inteira há quase dois anos.
Felipão confiava.
Mais. Tinha nele a sua grande aposta e esperança de gols para a Copa.

Com o transcorrer do toneio, a aposta provou ser acertada e Ronaldo realmente estava recuperado
e foi o grande jogador da Seleção e artilheiro da Copa.

Quatro anos depois, apesar da situação totalmente diferente da seleção, muitos ainda questionam Ronaldo.
Muitos dizem que já era, que está velho, que está gordo, que vai atrapalhar o time...
Como será desta vez?

 Escrito por Gustavo Duarte às 13h16
[   ] [ envie esta mensagem ]




Um paquidérmico favoritismo



Esta é a minha charge de hoje no LANCE!.
A idéia partiu da chegada da seleção na Suíça e o início da preparação para a Copa.
Comecei a rabiscar algo com o avião ou a delegação chegando.
Fui lapidando até chegar na idéia de que o Brasil chegaria com um enorme favoritismo.
Então pensei em um enorme e pesado paquiderme na bagagem.
No fim percebi que a bagagem era dispensável na charge. O importante era mesmo o que representa o favoritismo.
Se por um lado é bom, por outro vai ocupar bastante espaço, pode pesar demais e acabar atrapalhando...

 Escrito por Gustavo Duarte às 11h18
[   ] [ envie esta mensagem ]




Diretamente dos nossos arquivos



Em tempos de Copa, aí um Ronaldo de um traço só.
Desenho o cidadão desde 98.
Será a minha terceira Copa desenhando o rapaz.
Essa vem diretamente dos arquivos da Mangaba Studios.

 Escrito por Gustavo Duarte às 21h33
[   ] [ envie esta mensagem ]




Tem coisa que não precisa



Mais uma ilustração para a coluna do meu caro amigo Rui Branquinho no jornal português Briefing.
O texto desta vez falava sobre aqueles produtos que são inventados mas não tem o menor cabimento de existir.
Produtos clássicos com sabores bizarros tipo Bis (chocolate) sabor laranja, Batom (chocolate) sabor uva...
E adaptações sem o menor sentido como Batom (chocolate) em barra, Corneto (sorvete) em copo e outra aberrações.

Se pensarmos bem, é algo do nível da "coxinha de carne".
Se o recheio é de carne não é coxinha.
Pode chamar de bolinho, "sargado", "engordurado"...
Mas coxinha é de frango!

 Escrito por Gustavo Duarte às 23h07
[   ] [ envie esta mensagem ]




Palhaço!



Várias crianças tem medo de palhaço.
Eu quando criança tinha medo de palhaço.
Na verdade ainda tenho um pouco de medo até hoje.
Acho que no fundo todo mundo tem um pouco.
Essa é uma ilustração inédita.
Mas essa não dá medo.

 Escrito por Gustavo Duarte às 18h10
[   ] [ envie esta mensagem ]





 
Histórico
  Ver mensagens anteriores

Outros sites
  Bá e Moon
  Baptistão
  Braga
  Cako
  Cárcamo
  Cris Peter
  Danilo Beyruth
  Eduardo Medeiros
  Grampá
  Hiro
  Junião
  Karmo
  Lucas Leibholz
  Mario Alberto
  Mateus Santolouco
  Orlando
  Rafael Albuquerque
  Samuel Casal
  Sara Mello
  Tiago Hoisel
  Meu Twitter